Cases - Tecniplas padroniza tanques para aplicações em saneamento

Mudanças nos projetos dos reservatórios visam atender às demandas típicas das concessionárias

Tecniplas padroniza tanques para aplicações em saneamento

Tecniplas padroniza tanques para aplicações em saneamento

A Tecniplas, líder nacional em tanques e equipamentos especiais de compósitos em PRFV (Plástico Reforçado com Fibras de Vidro), implementou ao longo dos últimos meses uma série de mudanças nos projetos dos reservatórios que fabrica em Cabreúva (SP), com o objetivo de ajustá-los às especificações típicas do setor de saneamento básico. 

“Fizemos um trabalho extenso de padronização dos tanques, para atender às exigências das concessionárias de água e esgoto”, afirma Priscila Moraes, responsável pela área de marketing da Tecniplas. 

Entre as principais alterações, Priscila destaca a inclusão de pontos de descanso, estruturas compostas por plataformas intermediárias e escadas. “Também ajustamos a coloração das resinas que dão forma aos reservatórios, tornando-as mais escuras. Assim, o líquido envasado não sofrerá qualquer influência da luz solar”, ela detalha. 

Os tanques da Tecniplas para aplicações em saneamento podem ter até 15 m de diâmetro e armazenar 4,5 milhões de litros. Frente aos tradicionais reservatórios de concreto, garantem diversas vantagens, como maior estanqueidade e vida útil superior. “Concessionárias como Sabesp, em São Paulo, Corsan, no Rio Grande do Sul, e Casan, em Santa Catarina, já operam com os nossos tanques”. 

Oblatação facilita a logística 

Quando apresentam mais de 5 m de diâmetro, limite para o transporte rodoviário no Brasil, os tanques da Tecniplas passam pelo processo de oblatação. Em linhas gerais, esse sistema permite que as seções sejam ovalizadas e acinturadas, assumindo o formato semelhante ao de um “oito”. Na planta do cliente, as seções são redimensionadas e, de forma manual, laminadas umas sobre as outras. 

A oblatação pode reduzir o tempo de transporte de 90 para 10 dias. Também permite transportar, dependendo do diâmetro do reservatório, dois ou três anéis em uma mesma carreta. “Trata-se de um ganho logístico considerável”, completa Priscila. 

Fundada em 1976, a Tecniplas também fornece tanques e equipamentos especiais de compósitos em PRFV para as indústrias de álcool e açúcar, papel e celulose, cloro-soda, química e petroquímica, fertilizantes e alimentos e bebidas.