Cases - Tecniplas fortalece presença no setor de papel e celulose

Fabricante de tanques e tubos de PRFV, empresa participou dos principais projetos realizados nos últimos dois anos no Brasil

Tecniplas fortalece presença no setor de papel e celulose

Tecniplas fortalece presença no setor de papel e celulose

 A Tecniplas tem se beneficiado do recente aquecimento do setor brasileiro de papel e celulose. Líder em tanques e equipamentos especiais de compósitos em PRFV (Plástico Reforçado com Fibras de Vidro), a empresa participou dos maiores projetos tocados no país em 2019 e 2020, com destaque para a ampliação, no momento, da planta da Bracell em Lençóis Paulista, maior fábrica de celulose do mundo e principal investimento privado no estado de São Paulo nos últimos vinte anos.

Para Luís Gustavo Rossi, diretor da Tecniplas, integrar a relação de fornecedores de equipamentos de PRFV dos fabricantes de papel e celulose funciona quase como um atestado de qualidade, dada às rigorosas exigências técnicas típicas dessas empresas.

“As condições de operação são muito complexas, exigem elevadas espessuras, matérias-primas específicas, rastreabilidade e processos de fabricação criteriosos. Cumpridas essas exigências, daí começam as sucessivas e detalhadas inspeções feitas pelos clientes”, explica.

No caso da Bracell, a Tecniplas entrou como fornecedora exclusiva do pacote de equipamentos contratado pela papeleira junto à Andritz. “Na sequência, fechamos uma parceria com a VWS para fornecer todos os equipamentos de PRFV para o tratamento de efluentes da unidade”. No caso, tanto o tratamento de água como efluentes industriais e água cinza (reuso).

Este ano, salienta Rossi, a Tecniplas ainda forneceu boa parte da tubulação de PRFV para uma linha de dióxido de cloro da Bracell. Em 2019, a empresa também marcou presença em um projeto-piloto da Valmet na fábrica da Klabin em Ortigueira (PR) e, anteriormente, na ampliação da unidade da Suzano em Imperatriz (MA). “Com esses trabalhos, a Tecniplas conseguiu se firmar no setor de papel e celulose como fornecedora de equipamentos de PRFV para condições de operação muito agressivas, sempre obedecendo às exigências mais rigorosas em termos de qualidade e respeito às normas vigentes”, conclui.