Cases - Solução da Tecniplas para armazenamento de água em condomínios

Dispensa bases elevadas de concreto

Solução da Tecniplas para armazenamento de água em condomínios

Solução da Tecniplas para armazenamento de água em condomínios

Líder brasileira em tanques e equipamentos especiais de compósitos em PRFV (Plástico Reforçado com Fibras de Vidro), a Tecniplas desenvolveu uma solução para o armazenamento de água em condomínios residenciais que dispensa a construção de bases elevadas de concreto e, com isso, reduz em até 40% os custos dos projetos.
Leandro Machado, integrante do departamento de engenharia da Tecniplas, explica que o conceito da novidade baseia-se na instalação de dois tanques – ou duas células de reservação independentes – um sobre o outro. “Dessa forma, aproveitamos a altura e a pressão manométrica para atender às unidades residenciais mais distantes ao local de reservação de água”, afirma.
Para resistir ao peso da célula superior, explica Machado, a inferior precisa ser fabricada com espessura cerca de duas vezes maior à normalmente exigida para aplicações semelhantes. “Também tomamos uma série de cuidados durante a laminação de uma célula na outra, para evitar qualquer tipo de problema de resistência mecânica ao conjunto”.

Os primeiros tanques com essas características foram adquiridos pelo empreendimento imobiliário Condomínio Schumacher, em Ituporanga (SC), com acompanhamento técnico da Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (CASAN).

A primeira parte do fornecimento consistiu em duas células com capacidades para 120 m³ e 30 m³, altura de 13.800 mm e diâmetro de 4.000 mm. “Se fosse construída uma base elevada de concreto, o custo desse projeto seria 40% superior”, calcula.
Na outra parte foram instaladas mais duas células de reservação da Tecniplas com 65 m³ e 15 m³ de capacidade, altura de 18.000 mm e diâmetro de 2.500 mm. “Nesse caso, a economia frente à alternativa tradicional foi de 35%”, completa o integrante do departamento de engenharia da Tecniplas.