Cases - Fenasucro 2017: Torres de Resfriamento de Vinhaça TECNIPLAS

Tecniplas reforça divulgação das Torres de Resfriamento de Vinhaça na Fenasucro, empresa já forneceu mais de 500 unidades para usinas de todo país.

Fenasucro 2017: Torres de Resfriamento de Vinhaça TECNIPLAS

Fenasucro 2017: Torres de Resfriamento de Vinhaça TECNIPLAS

Principal fabricante brasileira de equipamentos especiais em compósitos de PRFV (Plástico Reforçado com Fibras de Vidro), a Tecniplas participará mais uma vez da Feira Internacional de Tecnologia Sucroenergética (Fenasucro) – Sertãozinho (SP), de 22 a 25/08. Na edição deste ano, o objetivo da empresa é reforçar a divulgação das suas torres de resfriamento de vinhaça.  “Ao longo dos últimos vinte anos, fornecemos mais de 500 unidades desse equipamento para usinas de todo o país”, afirma José Roberto Vasconcellos, gerente comercial da Tecniplas.


Para ser aproveitada como fertilizante, a vinhaça deve ter a sua temperatura reduzida, em média, de 90 ºC para 55 ºC. Fabricada em uma única peça, o que elimina a ocorrência de vazamentos, as torres de resfriamento de vinhaça da Tecniplas contam com o conjunto mecânico instalado fora do fluxo de ar saturado e corrosivo. “Além de ampliar a vida útil dos componentes, essa característica de projeto facilita o acesso para eventuais manutenções”.  Outra vantagem do equipamento, ressalta Vasconcellos, é a fixação direta e por laminação do difusor, do sistema de distribuição e das vigas na carcaça da torre, o que torna o equipamento muito mais robusto. “A distribuição da vinhaça quente é feita por uma tubulação de PRFV baseada em resina éster-vinílica, ou seja, apresenta elevada resistência química e à temperatura”. 


Em conjunto com as torres de resfriamento de vinhaça, a Tecniplas fabrica recuperadores de álcool, abatedores de açúcar, tanques, tubulações e conexões.  Fundada em 1976, a Tecniplas mantém uma fábrica de 32 mil m² em Cabreúva, no interior de São Paulo. Seus produtos são consumidos pelos segmentos de álcool e açúcar, papel e celulose, cloro-soda, química e petroquímica, fertilizantes, alimentos e bebidas e saneamento básico, entre outros.